A Braskem (BRKM5) registrou EBITDA de R$ 4,845 bilhões no 1T22, 23% inferior ao trimestre anterior, resultado de spreads mais apertados e menores volumes de vendas.

Em relação à nossa estimativa, no entanto, o EBITDA foi 9% maior, pois esperávamos uma maior contração nos spreads petroquímicos.

Conheça aqui os serviços exclusivos da Safra Corretora
> Cinco conceitos para entender um balanço trimestral

Lucro líquido de R$ 3,884 bilhões no trimestre comparado a R$ 530 milhões no 4T21, pois resultados operacionais mais baixos foram mais do que compensados por ganhos cambiais significativos; também foi 16% superior à nossa projeção de resultados operacionais acima do esperado.

Embora fossem esperados spreads petroquímicos sequencialmente menores, a queda foi menor do que o previsto e levou a resultados operacionais melhores do que o previsto.

O EBITDA da unidade de negócios Brasil foi de R$ 2,510 bilhões, 41% inferior ao trimestre anterior, principalmente devido aos menores spreads petroquímicos e volumes 4% menores. As provisões relacionadas ao evento geológico de Alagoas foram de R$ 88 milhões.

O EBITDA dos EUA e Europa foi de R$ 1,529 bilhões no 1T22 (-2% T/t), uma vez que maiores volumes de vendas de PP (+9% T/t) foram mais do que compensados por spreads menores e um BRL mais forte.

No México, o EBITDA totalizou R$ 708 milhões, caindo 21% no trimestre devido ao menor spread de PE, apesar dos maiores embarques (+15% no trimestre) devido à maior disponibilidade de produtos e venda de estoque.

Espalha-se de relance. No Brasil, os spreads de resinas consolidados caíram 27% no trimestre para US$ 488/t, impulsionados principalmente por spreads menores em PE e PP, pois: (i) os spreads de PE US caíram para US$ 638/t (-28% no trimestre), devido maior oferta local, uma vez que restrições logísticas afetaram as exportações, aumentando os
níveis de estoques, e (ii) os spreads de PP Ásia contraíram 26% no trimestre, para US$ 372/t, refletindo a menor demanda e maiores preços da nafta.

Os spreads dos principais químicos foram 17% menores na comparação trimestral e caíram para US$ 344/t, uma
vez que os preços da nafta foram maiores e os do butadieno menores.

Nos EUA e na Europa, os spreads de PP atingiram a média de US$ 982/ton (-11% T/T), devido à maior disponibilidade e menor demanda nos EUA e maiores preços de propeno na Europa. No México, os spreads de PE caíram 16% no trimestre e atingiram US$ 1.109/t.

 

Volumes de BRKM5 no 1T22

 

A Braskem (BRKM5) divulgou os números operacionais do 1T22. Os volumes no Brasil foram 4% menores no trimestre, uma vez que o crescimento das vendas domésticas não foi suficiente para compensar a queda nas exportações.

Os volumes no México continuaram mostrando uma boa recuperação (+15% QoQ) auxiliado pela venda de
estoque, enquanto o fim das paradas de manutenção levou a um crescimento sequencial de 9% nos EUA e Europa.

Como resultado, os volumes totais ficaram estáveis no trimestre. Comparando com nossa estimativa, os volumes do Brasil ficaram em linha, uma vez que o volume de resinas abaixo do esperado compensou os principais embarques de produtos químicos acima do previsto, enquanto os EUA e Europa ficaram abaixo do esperado e o México acima da nossa previsão.

A combinação de volumes estáveis e spreads petroquímicos menores esperados (ainda que acima da média) devem levar a resultados sequencialmente menores, mas ainda superiores aos números históricos, dando o tom do ano.

Impulsionado pela maior demanda por reposição de estoques na indústria, os embarques domésticos de resina atingiram 885 mil toneladas (+2% QoQ). Por outro lado, as exportações caíram para 215 mil toneladas (-16% QoQ), principalmente devido a restrições logísticas e priorização do mercado local.

Para os principais produtos químicos, as vendas domésticas subiram para 815 mil toneladas (+2% QoQ), lideradas
por maiores vendas de paraxileno no trimestre. As exportações caíram acentuadamente para 69 mil toneladas (-47% QoQ), também devido à estratégia de priorização do mercado doméstico.

As vendas de PP aumentaram 9% no trimestre como resultado da maior disponibilidade de produtos devido às maiores taxas de utilização (88% vs. 73% no 4T21 nos EUA e 89% vs. 84% na Europa).

O aumento da produção reflete a normalização da produção após manutenções programadas de uma planta nos EUA e
de um fornecedor na Europa.

As vendas de PE no México cresceram 15% em base trimestral, atingindo 219 mil toneladas. Apesar da utilização da planta praticamente em linha com o 4T21 (80% vs. 81%), os volumes foram auxiliados pela venda de estoque durante o trimestre.

Vale a pena investir em BRKM5?

  1. Potencial de distribuição de dividendos atrativo;
  2. Negócios baseados nos EUA;
  3. Valuation atraente de BRKM5 em comparação com seus pares;
  4. Associação da Braskem com o Grupo Idesa, uma das principais petroquímicas mexicanas.

Quais os riscos ao investir em BRKM5?

  1. Retração mais rápida do que o esperado dos spreads petroquímicos;
  2. Despesas adicionais com o evento geológico em Alagoas, que podem diminuir a distribuição de caixa para os acionistas e impactar negativamente o valor de mercado;
  3. Grande oferta de ações dos principais acionistas da empresa; e
  4. Problemas operacionais nas fábricas que podem afetar negativamente os níveis de produção.

Sobre a Braskem (BRKM5)

A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas nas Américas e a maior produtora de polipropileno nos Estados Unidos.

Sua produção é focada nas resinas polietileno (PE), polipropileno (PP) e policloreto de vinila (PVC), além de insumos químicos básicos como eteno, propeno, butadieno, benzeno, tolueno, cloro, soda, solventes, entre outros.

Juntos, a BRKM5 compõe um dos portfólios mais completos do mercado ao incluir também o polietileno verde, produzido a partir da cana-de-açúcar, de origem 100% renovável.

Listada na B3, as ações da Braskem são negociadas sob o código BRKM5.

Ações Braskem (BRKM5)

IMPORTANT GENERAL DISCLOSURES Este relatório tem caráter meramente informativo e não constitui oferta de compra ou de venda de títulos ou valores mobiliários ou de instrumentos financeiros de quaisquer espécies ou de participação em qualquer estratégia de negociação. As informações expressas neste documento são obtidas de fontes públicas disponíveis até a data da sua elaboração pela equipe de Análises Gráficas da Safra Corretora, e são consideradas seguras. A Safra Corretora ou qualquer de suas afiliadas não garante, expressa ou implicitamente, a completude, confiabilidade ou exatidão de tais informações, nem este relatório pretende ser uma base de dados e informações completa ou resumida sobre os títulos ou valores mobiliários, instrumentos financeiros, mercados ou produtos aqui referidos. A Safra Corretora não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório, tampouco de comunicar o leitor deste relatório, salvo quando deixar de cobrir qualquer das empresas analisadas neste relatório. As opiniões, estimativas, informações e projeções aqui expressas constituem a opinião do analista no momento em que emitiu o presente relatório e podem ser alteradas sem qualquer aviso. Preços e disponibilidade dos instrumentos financeiros são apenas indicativos e estão sujeitos a alterações, independentemente de qualquer aviso. Os instrumentos discutidos nesse relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não considera objetivos de investimento, situação financeira e patrimonial ou interesses particulares de qualquer investidor. Os investidores devem obter ou realizar análise independente, considerando sua situação financeira e seus objetivos de investimento, antes de tomar uma decisão de investimento. Investimentos em títulos e valores mobiliários envolvem riscos, razão pela qual não há garantia de rentabilidade ou lucratividade de qualquer espécie. Os resultados obtidos com investimento em instrumentos financeiros podem variar e seu preço ou valor, direta ou indiretamente, pode subir ou descer. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros. A Safra Corretora ou qualquer empresa do Grupo Safra não pode ser responsabilizada por danos diretos, indiretos, consequentes, reivindicações, custos, perdas ou despesas decorrentes da decisão de investimento em títulos e valores mobiliários, esteja esta decisão lastreada ou não nas recomendações expressas neste relatório. Os riscos em investimentos dessa natureza podem implicar, conforme o caso, na perda integral do capital investido ou, ainda, na necessidade de aporte suplementar de recursos. Nenhuma parte deste documento poderá ser reproduzida, distribuída ou copiada, no todo ou em parte, para qualquer finalidade, sem o prévio consentimento por escrito da Safra Corretora. Informações adicionais relativas às companhias ora analisadas neste relatório poderão ser prestadas mediante solicitação. ANALYST O(s) analista(s) responsável(is) pela elaboração do presente relatório declara(m) que as opiniões aqui expressas refletem única e exclusivamente seu ponto de vista e opiniões pessoais, e foi produzido de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Safra Corretora. A opinião do analista, por ser pessoal, pode diferir da opinião constante dos relatórios eventualmente emitidos por outros analistas, pela Safra Corretora e/ou por suas afiliadas e subsidiárias. A remuneração do analista de valores mobiliários é baseada na receita total da Safra Corretora, sendo parte desta proveniente das atividades relacionadas ao banco de investimento. Desta forma, como todos os colaboradores da Safra Corretora, suas subsidiárias e afiliadas, a remuneração dos analistas é impactada pela rentabilidade global e pode estar indiretamente relacionada a este relatório. No entanto, o(s) analista(s) responsável(is) por este relatório declara(m) que nenhuma parte de sua remuneração esteve, está ou estará direta ou indiretamente relacionada a qualquer recomendação ou opinião específica contida aqui ou vinculada à precificação de quaisquer dos ativos aqui discutidos. IMPORTANT INFOMATION ABOUT SAFRA A Safra Corretora, suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle comum declaram que: Têm interesses financeiros e/ou comerciais relevantes e/ou recebe remuneração por serviços prestados às empresas ou fundos: AES Tietê; Alupar Investimentos S.A; Azul; B2W Digital; B3; Banco BTG Pactual; Banco Pan; BR Distribuidora; BR Malls; Braskem; CBD; CCR; Cemig; Cesp; Cielo; Copasa; Copel; Cosan; CPFL Energia S.A; CSN; CTEEP; Cyrela; Cyrela Commercial Properties S.A.; Direcional; Duratex; Ecorodovias; Eletrobras; Embraer; Energias do Brasil; Energisa; Engie Brasil; Equatorial; Estácio; Even; Eztec; Fleury; Fras-le; Gerdau; Gerdau Metalúrgica; Gol; Helbor; Hypermarcas; Iguatemi; Itaú; Itaúsa; JSL; Kroton; Light; Linx; Localiza; Locamerica; Lojas Americanas; Lojas Renner; Mahle Metal Leve; Marcopolo; Mills; Movida; MRV; Petrobrás; Porto Seguro; Raia; Randon; Rumo; Sabesp; Santos Brasil; Ser Educacional; Sul America; TAESA; Tecnisa; Tegma; Telefônica; Tenda; Tim; Tupy; Ultrapar; Usiminas; Vale; Via Varejo; Weg. Companhia de Gás de Minas Gerais – GASMIG; Kazzas Incorporações e Construções S.A; Klabin S.A, Hemisfério Sul Investimentos S.A.; JS Real Estate Multigestão Fundo de Investimento Imobiliário; Quasar FIP-IE; Pátria Edifícios Corporativos Fundo de Investimento Imobiliário – FII; Perfin Apollo Energia Fundo De Investimento em Participações em Infraestrutura – FIP; Raízen Energia S.A.; Notre Dame Intermédica Participações S.A; Companhia de Locação das Américas S.A; Marfrig Global Foods S.A.; Marisa Lojas S.A.