O EBITDA ajustado foi de R$ 511 milhões, 94% A/A (apenas 2% abaixo de nós e do consenso da Bloomberg). A Dasa (DASA3) reportou resultados sólidos no 1T22 com crescimento robusto de receita e expansão de margem, principalmente impulsionados pela divisão de Hospitais e Oncologia.

Além disso, a plataforma Nav continua a oferecer usuários únicos crescentes, atingindo 1,38 milhão no 1T22 (vs. 1,17 milhão no 4T21), pois a empresa continua focando em sua plataforma integrada como forma de aumentar a eficiência do sistema de saúde.

Saiba mais:
Conheça aqui os serviços exclusivos da Safra Corretora
> Acompanhe as análises do Safra em nosso canal no Telegram

Temos um rating Compra para DASA3 com um preço alvo de R$32 YE22, pois esperamos que a significativa melhora de margem observada neste trimestre seja sustentada e se beneficie ainda mais dos ganhos de eficiência da integração de negócios recentemente adquiridos.

A receita líquida consolidada foi de R$ 3.136 milhões, +17% T/t e 3% abaixo de nossas estimativas. A receita líquida da divisão de Hospitais e Oncologia foi de R$ 1.508 milhões no 1T21 (+36% T/t e 94% A/a), impulsionada pelas recentes aquisições e pelo crescimento orgânico de 11% A/A.

A empresa ampliou o total de leitos médios no 1T22 para 3.353 (+22% T/t). A taxa de utilização de leitos caiu 61bps T/t para 82,7%, enquanto a taxa de ocupação atingiu 75,6% (+60bps T/t e -210bps A/a), refletindo o impacto da onda Omicron, mas menos severa do que no início de 2021.

O faturamento médio ficou em R$ 8.667 (+11% T/t) considerando AMMO (que traz receita, mas sem leitos correspondentes) e R$ 8.156 excluindo (+1,6% A/A e +4% T/t).

A Receita Líquida da divisão de Laboratórios de Diagnóstico e Cuidados Coordenados atingiu R$ 1.628 milhões (+2% A/A e +4% T/t), impulsionada por um aumento de 17% A/A no ticket médio, apesar da queda de testes relacionados à Covid em uma base A/A ( 9,4% da receita bruta no 1T22 vs. 6,8% no 4T21 vs. 14,5% no 1T21).

Revisão no setor de saúde

Estamos atualizando nossas estimativas para os hospitais brasileiros e incorporando as mudanças recentes no cenário macroeconômico.

Continuamos vendo o setor como uma oportunidade atraente, com tendência de crescimento secular para a saúde, espaço para consolidação e equipes de gestão de alto nível.

O recente aumento no custo de capital pode impactar o valor de projetos de crescimento de longo prazo e os spreads de ROIC em alguns negócios de M&A, especialmente se os preços dos ativos permanecerem elevados.

No entanto, esses players possuem um histórico sólido e provavelmente continuarão gerando valor para os acionistas por meio de sua execução de alto nível, mesmo em um ambiente macroeconômico mais desafiador.

Nossa ordem de preferência hoje é Dasa (DASA3), pela combinação de valuation atrativo e potencial de crescimento, levando a uma compressão de múltiplos significativa nos próximos anos, Rede D'Or (RDOR3), pelos riscos mais baixos à medida que o crescimento é distribuído entre vários projetos pequenos, e Mater Dei (MATD3), pelo forte potencial de alta proveniente do crescimento e uma potencial reclassificação de múltiplos, mas com riscos mais elevados, pois o crescimento está mais concentrado em menos projetos.

A maior parte das mudanças em nossas estimativas se deve a novas premissas macroeconômicas, levando a taxas de juros mais altas do que tínhamos anteriormente em nosso modelo.

Temos agora a taxa Selic em 9,25% no fim de 2021, 10,25% no fim de 2022 e 6,5% em 2023. Além disso, estamos assumindo um WACC mais alto, o que impactou o valor presente dos fluxos de caixa (outra forma de colocar isso é que, no cenário atual, os múltiplos justos devem ser menores do que anteriormente).

 

analise acoes dasa dasa3.jpg

Vale a pena investir em DASA3?

  • Infraestrutura robusta e presença nacional;
  • Tem a maior escala no segmento de diagnósticos e a segunda maior em hospitais;
  • Modelo voltado a fornecer serviços eficientes e de alta qualidade, reduzindo custos de seguradoras e melhorando os resultados clínicos;
  • Oferece uma solução eficiente para empresas não verticalizadas do setor de saúde;
  • Espaço para continuar consolidando o mercado;
  • Alocação rápida dos recursos do re-IPO para o plano de expansão.

Quais são os principais riscos de DASA3?

  • Sensível ao cenário macroeconômico, principalmente empregos formais;
  • Participantes integrados verticalmente vêm ganhando muita participação de mercado;
  • Competição cada vez mais agressiva na expansão orgânica e de fusões e aquisições; e
  • Pode depender de integração bem-sucedida de fusões e aquisições e aumento de margens.

Sobre a Dasa (DASA3)

A família Bueno adquiriu em 2014 o controle acionário da sociedade originada nos anos de 1960. Pedro Bueno se tornou o CEO em 2015, iniciando seu legado de construção do ecossistema de saúde da Dasa (DASA3).

A empresa passou por uma série de aquisições e, em 2019, incorporou o Grupo Ímpar formado por sete hospitais para atendimento de alta complexidade. Em abril de 2021, a Dasa concluiu seu re-IPO, vendendo 63,2 milhões de novas ações na oferta primária.

A Dasa possui hoje o maior ecossistema de saúde do Brasil. Em 2020, a empresa atendeu mais de 20 milhões de usuários únicos, realizou mais de 262 milhões de exames, operando com mais de 3.931 leitos em 15 estados e no Distrito Federal e 156 cidades. Além da plataforma digital, o grupo conta com 15 hospitais e mais de 900 unidades.

IMPORTANT GENERAL DISCLOSURES Este relatório tem caráter meramente informativo e não constitui oferta de compra ou de venda de títulos ou valores mobiliários ou de instrumentos financeiros de quaisquer espécies ou de participação em qualquer estratégia de negociação. As informações expressas neste documento são obtidas de fontes públicas disponíveis até a data da sua elaboração pela equipe de Análises Gráficas da Safra Corretora, e são consideradas seguras. A Safra Corretora ou qualquer de suas afiliadas não garante, expressa ou implicitamente, a completude, confiabilidade ou exatidão de tais informações, nem este relatório pretende ser uma base de dados e informações completa ou resumida sobre os títulos ou valores mobiliários, instrumentos financeiros, mercados ou produtos aqui referidos. A Safra Corretora não tem obrigação de atualizar, modificar ou alterar este relatório, tampouco de comunicar o leitor deste relatório, salvo quando deixar de cobrir qualquer das empresas analisadas neste relatório. As opiniões, estimativas, informações e projeções aqui expressas constituem a opinião do analista no momento em que emitiu o presente relatório e podem ser alteradas sem qualquer aviso. Preços e disponibilidade dos instrumentos financeiros são apenas indicativos e estão sujeitos a alterações, independentemente de qualquer aviso. Os instrumentos discutidos nesse relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não considera objetivos de investimento, situação financeira e patrimonial ou interesses particulares de qualquer investidor. Os investidores devem obter ou realizar análise independente, considerando sua situação financeira e seus objetivos de investimento, antes de tomar uma decisão de investimento. Investimentos em títulos e valores mobiliários envolvem riscos, razão pela qual não há garantia de rentabilidade ou lucratividade de qualquer espécie. Os resultados obtidos com investimento em instrumentos financeiros podem variar e seu preço ou valor, direta ou indiretamente, pode subir ou descer. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros. A Safra Corretora ou qualquer empresa do Grupo Safra não pode ser responsabilizada por danos diretos, indiretos, consequentes, reivindicações, custos, perdas ou despesas decorrentes da decisão de investimento em títulos e valores mobiliários, esteja esta decisão lastreada ou não nas recomendações expressas neste relatório. Os riscos em investimentos dessa natureza podem implicar, conforme o caso, na perda integral do capital investido ou, ainda, na necessidade de aporte suplementar de recursos. Nenhuma parte deste documento poderá ser reproduzida, distribuída ou copiada, no todo ou em parte, para qualquer finalidade, sem o prévio consentimento por escrito da Safra Corretora. Informações adicionais relativas às companhias ora analisadas neste relatório poderão ser prestadas mediante solicitação. ANALYST O(s) analista(s) responsável(is) pela elaboração do presente relatório declara(m) que as opiniões aqui expressas refletem única e exclusivamente seu ponto de vista e opiniões pessoais, e foi produzido de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Safra Corretora. A opinião do analista, por ser pessoal, pode diferir da opinião constante dos relatórios eventualmente emitidos por outros analistas, pela Safra Corretora e/ou por suas afiliadas e subsidiárias. A remuneração do analista de valores mobiliários é baseada na receita total da Safra Corretora, sendo parte desta proveniente das atividades relacionadas ao banco de investimento. Desta forma, como todos os colaboradores da Safra Corretora, suas subsidiárias e afiliadas, a remuneração dos analistas é impactada pela rentabilidade global e pode estar indiretamente relacionada a este relatório. No entanto, o(s) analista(s) responsável(is) por este relatório declara(m) que nenhuma parte de sua remuneração esteve, está ou estará direta ou indiretamente relacionada a qualquer recomendação ou opinião específica contida aqui ou vinculada à precificação de quaisquer dos ativos aqui discutidos. IMPORTANT INFOMATION ABOUT SAFRA A Safra Corretora, suas controladas, seus controladores ou sociedades sob controle comum declaram que: Têm interesses financeiros e/ou comerciais relevantes e/ou recebe remuneração por serviços prestados às empresas ou fundos: AES Tietê; Alupar Investimentos S.A; Azul; B2W Digital; B3; Banco BTG Pactual; Banco Pan; BR Distribuidora; BR Malls; Braskem; CBD; CCR; Cemig; Cesp; Cielo; Copasa; Copel; Cosan; CPFL Energia S.A; CSN; CTEEP; Cyrela; Cyrela Commercial Properties S.A.; Direcional; Duratex; Ecorodovias; Eletrobras; Embraer; Energias do Brasil; Energisa; Engie Brasil; Equatorial; Estácio; Even; Eztec; Fleury; Fras-le; Gerdau; Gerdau Metalúrgica; Gol; Helbor; Hypermarcas; Iguatemi; Itaú; Itaúsa; JSL; Kroton; Light; Linx; Localiza; Locamerica; Lojas Americanas; Lojas Renner; Mahle Metal Leve; Marcopolo; Mills; Movida; MRV; Petrobrás; Porto Seguro; Raia; Randon; Rumo; Sabesp; Santos Brasil; Ser Educacional; Sul America; TAESA; Tecnisa; Tegma; Telefônica; Tenda; Tim; Tupy; Ultrapar; Usiminas; Vale; Via Varejo; Weg. Companhia de Gás de Minas Gerais – GASMIG; Kazzas Incorporações e Construções S.A; Klabin S.A, Hemisfério Sul Investimentos S.A.; JS Real Estate Multigestão Fundo de Investimento Imobiliário; Quasar FIP-IE; Pátria Edifícios Corporativos Fundo de Investimento Imobiliário – FII; Perfin Apollo Energia Fundo De Investimento em Participações em Infraestrutura – FIP; Raízen Energia S.A.; Notre Dame Intermédica Participações S.A; Companhia de Locação das Américas S.A; Marfrig Global Foods S.A.; Marisa Lojas S.A.