O Open Banking é o sistema bancário aberto que está sendo implementado no Brasil com o objetivo de permitir a integração de dados de clientes entre instituições financeiras.

Esse novo sistema irá permitir que clientes tenham acesso a ofertas mais atrativas por parte de diversas instituições financeiras, desde que autorizem o compartilhamento de seus dados.

seguranca open banking.jpg

Porém, ao apresentar muitas novidades para a vida financeira dos usuários, o Open Banking também pode gerar dúvidas, principalmente quanto à segurança dos dados compartilhados.

Por isso, preparamos um material para que você entenda como funciona o compartilhamento de dados no Open Banking e como o sistema bancário garante sua segurança.

O que é Open Banking?

O Open Banking é o novo sistema de integração de dados entre instituições financeiras, liderado e fiscalizado pelo Banco Central.

O objetivo é facilitar o compartilhamento de informações cadastrais e bancárias para que você tenha acesso a ofertas mais atrativas e produtos personalizados de acordo com suas necessidades.

Além disso, o Open Banking estimulará a competitividade no mercado financeiro, fazendo com que as instituições ofereçam melhores condições aos clientes. 

As vantagens do Open Banking valerão tanto para pessoa física como para pessoa jurídica.

Futuramente, por conta da evolução do sistema de compartilhamento de dados, o Open Banking passará a se chamar Open Finance, deixando de se limitar a operações bancárias e permitindo que usuários compartilhem dados sobre operações de câmbio e previdência privada, por exemplo.

Compartilhamento de dados no Open Banking

Na primeira fase de implementação do Open Banking, que começa em agosto de 2021, você poderá compartilhar dados pessoais e financeiros como transações de conta corrente e cartões de crédito.

Veja um exemplo de como isso funcionará na prática:

Imagine que você gostaria de realizar um financiamento de veículo e é cliente do Banco A, onde possui conta corrente, cartão de crédito e realiza a maior parte de suas transações. 

Você soube que o Banco B, onde não possui conta, está com algumas condições diferenciadas para financiamento de veículo e gostaria de uma proposta.

Neste caso, com o Open Banking, você pode entrar em contato com o Banco B e indicar seu interesse em compartilhar seus dados.

Desta forma, você não precisa ter um relacionamento de longa data com a instituição para obter uma análise de crédito.

Ao indicar seu interesse no Banco B e preencher seus dados, você será direcionado para a plataforma digital do Banco A para consentir o compartilhamento de seus dados. 

Somente após sua permissão, o Banco A compartilhará seus dados para o Banco B.

O compartilhamento de dados entre instituições funciona por conta da integração de plataformas chamadas de APIs.

APIs do Open Banking

A implantação do Open Banking só será possível por conta de uma tecnologia chamada API, uma sigla para Application Programming Interface, ou, em português, interface de programação de aplicação

APIs disponibilizam bases tecnológicas com dados, possibilitando que outras empresas tenham acesso às suas interfaces e criem novos serviços a partir dessas informações.

No caso do Open Banking, por conta do uso de APIs, os usuários podem compartilhar seus dados pessoais e financeiros livremente entre as instituições financeiras de maneira segura. 

Por mais que as APIs facilitem essa integração de dados, é importante lembrar que suas informações serão compartilhadas somente mediante consentimento.

O Open Banking é seguro?

Sim, o Open Banking é seguro. Todas as instituições participantes são reguladas pelo Banco Central e as plataformas de compartilhamento de dados (APIs) são feitas para garantirem toda segurança para o usuário.

Para garantir sua segurança, o Banco Central irá fiscalizar as instituições que participam do Open Banking. Caso alguma instituição não seguir as regras, poderá ser multada ou descredenciada.

Além disso, todas as transações estarão protegidas pela Lei do Sigilo Bancário e pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Veja aqui a lista completa das instituições que participam do Open Banking.

Quem terá acesso aos meus dados no Open Banking?

Com o Open Banking, você está no controle dos seus dados. Ou seja, apenas as instituições que escolher compartilhar seus dados poderão acessá-los. 

Além da escolha de quais dados compartilhar, você também decide por quanto tempo irá durar esse compartilhamento. Veja quais dados podem ser compartilhados:

  • Dados cadastrais: nome, CPF, RG.
  • Dados transacionais da conta: saldo, limite, extrato.
  • Transações do seu cartão: fatura, limite.
  • Operações de crédito: Informações sobre créditos já contratados por você, valores, juros.

Fraudes no Open Banking

Além da fiscalização por parte do Banco Central, todas as instituições participantes do Open Banking são responsáveis por garantir a segurança do compartilhamento dos dados de seus clientes.

Esteja sempre atento às plataformas e aos canais oficiais de Open Banking de todas as instituições que desejar compartilhar seus dados.

Se tiver dúvidas, entre em contato por meio dos canais de cada instituição. E lembre-se: o Open Banking é um sistema 100% digital e gratuito. 

Com o Safra, seus dados estão seguros. Conte com uma instituição com mais de 175 anos de solidez e experiência para cuidar de suas informações e oferecer soluções personalizadas de verdade.