Se você planeja começar a investir, já pode ter ouvido a dica de montar uma carteira diversificada de investimentos. Isso significa que seu dinheiro deve estar aplicado em diferentes produtos, e não todo em um só lugar, de acordo com o seu perfil de investidor.

A estratégia de diversificar na hora de alocar os recursos diminui a exposição ao risco dos seus investimentos e busca garantir a melhor rentabilidade. Entenda como montar uma carteira diversificada:

O que é uma carteira diversificada? 

Para os novos investidores, o termo pode não ser familiar, mas seu significado é simples. Uma carteira diversificada consiste em, ao escolher seus investimentos, alocar os recursos em diferentes classes de ativos. 

Na maior parte dos casos, essa estratégia se dá ao colocar parte dos recursos em renda fixa e outra parte em renda variável. Mas, no caso de investidores com o perfil mais conservador, o capital pode ser dividido apenas em diferentes modalidades de renda fixa. 

O objetivo maior é investir em ativos que tenham comportamentos distintos diante do mesmo evento, como por exemplo a alta na taxa de juros ou a queda da inflação. 

Por que diversificar?

A diversificação tem o objetivo de minimizar os riscos e maximizar a possibilidade de ganhos. Uma ampla variedade de fatos pode impactar os investimentos e a economia, e muitos deles são difíceis de prever — como a atual crise do coronavírus, que afetou diretamente ativos expostos a maior risco. 

Portanto, diversificar é importante pois cada classe de ativo se comporta de maneira diferente diante de cenários econômicos distintos. Então, ao optar por essa estratégia, você consegue minimizar impactos causados por variações na economia.

Quem quer começar a investir em ações, por exemplo, já deve ter percebido que esse costuma ser um mercado muito volátil. Alocar uma grande quantidade dos seus recursos em um único tipo de produto de investimento não é recomendado. 

Já para quem quer investir somente em renda fixa, colocar todos os recursos em investimentos de longo prazo pode não ser a melhor estratégia. Dessa maneira, você fica desprotegido em caso de imprevistos e pode acabar precisando recorrer a empréstimos ou perder rentabilidade ao resgatar antes do prazo.

Como escolher a melhor estratégia para a minha carteira?

O primeiro passo é conhecer seu perfil de investidor. Ele vai indicar qual a composição de produtos é a mais adequadas aos seus investimentos e objetivos. 

Conhecendo o seu perfil de investidor, você poderá conhecer os produtos disponíveis com o suporte e a assessoria de investimentos dos nossos especialistas, além de acessar análises exclusivas pela Central de Conteúdo.

Quer saber mais? Veja como abrir sua conta digital conosco.