Buscar Buscar
Descer

Open Banking:
a nova era do sistema bancário

Você provavelmente já ouviu falar de Open Banking e Open Finance.
Mas você sabe o que são esses conceitos?

Open Finance

O que é Open Banking?

O que é 
Open Banking?

O Open Banking é um sistema que permite que você compartilhe seus dados com instituições bancárias para obter ofertas mais atrativas.

Ele foi criado pelo Banco Central e está em implementação no Brasil.

Open Finance

Como funciona o Open Banking na prática?

 

Quais dados podem ser compartilhados?

Dados cadastrais

Dados cadastrais

São dados que identificam você: nome, CPF, RG

Dados transacionais da conta

Dados transacionais da conta

Mostram as movimentações de sua conta: saldo, limite, extrato

Dados transacionais do seu cartão

Dados transacionais do seu cartão

Apresentam como você usa seu cartão de crédito: fatura, limite

Dados de Operação de Crédito

Dados de Operação de Crédito

Informações sobre créditos já contratados por você, valores, juros

Você escolhe quais dados e por quanto tempo quer compartilhar.

E o Open Finance?

Ele será ainda mais abrangente que o Open Banking.

No futuro, o Open Finance vai incluir mais produtos, como: investimentos, câmbio e seguros.

E o Open Finance?

No futuro, o Open Finance vai incluir mais produtos, como: investimentos, câmbio e seguros.

O Open Finance substituirá, no futuro, o Open Banking.

Quem escolhe as instituições que poderão acessar seus dados e as informações que serão compartilhadas é você.

Você poderá usar um histórico financeiro que tem em uma instituição para solicitar empréstimo em outra.

Diferença entre
Open Banking e
Open Finance

O Open Finance será a evolução do Open Banking. Entenda:

Open Finance
Diferença entre Open Banking e Open Finance
 
  • O Open Banking envolve produtos bancários

  • É o Open Banking que está ocorrendo nesse momento em todo o Brasil

  • No futuro, com o Open Finance, você poderá compartilhar dados com outras instituições além de bancos

 

Acompanhe o
processo
do Open
Banking no Brasil

Open Banking hoje

Na fase atual, você pode consentir o compartilhamento de seus dados pessoais e financeiros como transações e cartões de crédito.

Open Banking em breve

Logo, será possível compartilhar serviços de transferências via PIX e outros dados como operações, câmbio, investimentos, previdência e seguros.

Dados sobre transferências entre contas do mesmo banco e TEDs.

Dados sobre transferências entre contas do mesmo banco e TEDs.

Pagamentos por boleto e serviços de débito em conta.

Pagamentos por boleto e serviços de débito em conta.

O Open Banking é seguro?

Sim. Todas as instituições participantes são reguladas pelo Banco Central.

Mas o que isso significa na prática?

Open Finance
O Open Banking é seguro?
 
  • O Banco Central irá fiscalizar as instituições que participam do Open Banking.

  • Se uma instituição não seguir as regras, poderá ser multada ou descredenciada.

  • Todas as transações estarão protegidas pela Lei do Sigilo Bancário e pela LGPD - Lei Geral de Proteção de Dados.

Quais instituições participam do Open Banking?

Todas as instituições participantes devem ser reguladas pelo Banco Central.

Obrigadas a participar

Obrigadas a participar

Instituições financeiras que possuem tamanho entre 1% e 10% do PIB ou com presença internacional relevante.

Não obrigadas a participar

Não obrigadas a participar

Instituições financeiras menores que 1% do PIB.

Veja aqui a lista completa das instituições que participam do Open Banking.

Open Banking
pelo mundo

O movimento de compartilhamento de dados bancários começou na Europa.

O Reino Unido foi o primeiro país a aderir às novas regras de Open Banking, com o objetivo de desenvolver e inovar o serviço financeiro, empoderando os consumidores e permitindo que controlassem seus próprios dados.

A partir daí, outros países como Portugal, Austrália, Japão, EUA, Canadá, Índia e Brasil passaram a estudar o modelo de acordo com as características de seus próprios mercados.

Open Banking
pelo mundo

O movimento de compartilhamento de dados bancários começou na Europa.

O Reino Unido foi o primeiro país a aderir às novas regras de Open Banking, com o objetivo de desenvolver e inovar o serviço financeiro, empoderando os consumidores e permitindo que controlassem seus próprios dados.

A partir daí, outros países como Portugal, Austrália, Japão, EUA, Canadá, Índia e Brasil passaram a estudar o modelo de acordo com as características de seus próprios mercados.

Open Finance

2015 - Europa

Novas regras para desenvolver e inovar serviços financeiros (Payment Services Directive)

2018 - Reino Unido

Primeiro país a adotar o modelo de Open Banking para compartilhar dados de transações

Entre 2019 e 2021 - Portugal, Austrália, Índia e Brasil

Outros países começam a discutir e implementar o Open Banking

Open Finance

2015 - Europa

Novas regras para desenvolver e inovar serviços financeiros (Payment Services Directive)

2018 - Reino Unido

Primeiro país a adotar o modelo de Open Banking para compartilhar dados de transações

Entre 2019 e 2021 - Portugal, Austrália, Índia e Brasil

Outros países começam a discutir e implementar o Open Banking

Faça parte do Open Banking com o Safra

Agora, você já conhece o Open Banking e o Open Finance em detalhes.
E no mar aberto do Open Banking, são os detalhes que fazem a diferença.

Afinal, só uma instituição reconhecida por seu atendimento exclusivo é que vai oferecer soluções personalizadas de verdade.

Compartilhe seus dados com o Safra.

Compartilhe:

Open Finance

Fonte: Banco Central e Febraban

Open Finance

Fonte: Banco Central e Febraban